não quero menos
que a eternidade de cada beleza
a liberdade de cada sentimento
a existência misteriosa
do que não cabe em palavras

Nenhum comentário:

Postar um comentário